Conto erótico: Sobre aquela vontade de…

Hoje acordei com vontade de tapa na cara, puxão de cabelo e mordida na coxa. Querendo no fim do dia ou da noite me sentir dolorida. E, por favor, não me olhe assim!

Não quero nada leve, quero mordida na boca. Eu quero beijo nos lábios da minha buceta! Lambidas e mordidas, sugue e morda devagar. E não se esqueça, tem um pontinho lá dentro pra você por o dedo. E tem outro para, em movimentos leves e sincronizados, me estimular: meu clitóris! Não se esqueça dele!

Lambe. Mais um pouco. Na verdade fique aí um bom tempo. Depois suba um pouco, sem desviar os teus olhos dos meus e sugue meus seios. Eu sei que eles não são firmes e lindos. Muito menos siliconados. Mas são deliciosos! E sempre me diga isso!

Hoje quero ser chamada de puta. Gostosa. De cachorra. Me diga isso sem pudores e me chupa mais. Não tenha nojo.
Pode me beijar na boca agora e não tire seus dedos de dentro de mim. Gosto de sentir meu gosto. Me excita saber que você esteve me provando.

Hoje eu acordei gulosa. Preciso gozar, com dedos, lábios e língua.

Me coloque de quatro e meta sem dó. Me faz gritar, gemer e pedir mais. Mais. E mais.

Não para.

Puxe meus cabelos, com força! Pare um pouco. E me deixe louca de vontade de mais você em mim.

Dê-me lambidas em minha bunda. Estou louca de desejo e vontade de te sentir lá, no meu lugar proibido. Coloque um dedo. Me chupe de novo. Agora mais dedos.

Quero gozar. Já estou quase lá!

Quero sentir você dentro de mim de novo.

Eu quero falar, mas quero te deixar achar que quem manda é você. E você só me dá quando quiser.

Você chupa.

E você volta a me foder. Fode deliciosamente.

Mas eu te lembro que quem manda aqui sou eu!

Te colocando deitado, eu quem comando o ritmo. Exibindo-me, apertando meus seios, me tocando. Só eu tenho esse direito agora de colocar os dedos em mim.

Vou me apertar em você, vou cavalgar, gemer e rebolar. Pular em teu colo e sempre gemendo. Gritando. Não se esqueça: Hoje a noite é minha!

Toda minha!

E assim que eu gozar vou me levantar e você fica ai quietinho.

Vou te chupar porque sou uma garota legal! Pegando devagar, lambendo aos poucos. E sempre te olhando. Relaxe vou lamber tudo. Se segure, não é para gozar agora!

Mas, estive pensando. Eu quero mais. Quero ser comida de novo.

Ter você em mim se tornou um vicio gostoso.

Agora quero você em pé, me segurando pela bunda. Quero mordidas de novo. Me chame de vadia. De safada. Do que você quiser. Eu tenho pressa. Bata na minha bunda. Bata na minha cara.

Quero gozar mais.

Me fode e eu te mordo em resposta. Te arranho porque está gostoso demais.

Com força, com tesão, com tapa, com vontade.

Vou descer e vou te chupar mais, quero engolir o máximo que posso.

Quero te olhar e sentir que sou eu o motivo por essa cara de excitação.

E depois que eu engolir tudo eu quero beijo e um sorriso de satisfação.

Agora você dorme. Tudo bem! Porque hoje a noite foi minha.