Minha doce (e deliciosa) amiga Bia

Eu tinha terminado com meu namorado e estava muito triste, por isso minhas amigas me levaram pra dar uma volta, fomos até um barzinho no centro da cidade.
Passou uma 1 hora mais ou menos e minhas amigas queriam ir pra uma balada, eu disse que não estava afim pq tava triste pelo fim do namoro e pedi para que me deixassem em casa. Bia (uma das minhas amigas) disse que era pra eu dormir na casa dela, que não ia me deixar sozinha naquela situação.
Agradeci sua gentileza, entramos no carro e as meninas nos largaram na casa da Bia que na verdade morava em um apartamento (sozinha).
Entramos no apartamento da Bia, sentei no sofá e ela me trouxe uma cerveja. Conversamos e bebemos um pouco. Liguei a tv e comecei a rodar os canais a procura de algo, de repente botei no canal da Playboy onde estava passando duas garotas fazendo sexo. Eu já tinha ouvido boatos de que a Bia ficava com meninas mas sempre tive vergonha de perguntar. Já um pouco alta da cerveja perdi a vergonha e finalmente perguntei se era verdade que ela já tinha ficado com garotas. Ela sorriu e me disse que sim, perguntou se eu nunca tinha ficado, eu respondi que não e ela disse que eu não sábia o que estava perdendo pq era uma delícia. Conversamos mais um pouco e de repente eu comecei a chorar (por causa do namorado e por causa da bebida). Bia me puxou junto a ela e me acomodou nos seus seios fartos e durinhos, colocou minha cabeça recostada neles enquanto acariciava o meu cabelo e dizia que tudo iria ficar bem.

– A Bia, vc é tão querida, não sei o que faria sem você. – Disse eu
De repente levantei minha cabeça e olhei nos olhos de Bia, ela tem olhos verdes. Me afastei um pouco e contemplei o corpo dela, as suas coxas grossas dentro daquele shot apertado, seu corpo lindo e seus cabelos lisos e pretos que contrastavam com sua pele branquinha e caiam em cima de seus seios fartos. Não sei o que deu em mim, puxei-a de encontro e a beijei na boca.
Ele me afastou e sorriu

– Você bebeu demais
– Ahh Bia, é que vc é tão linda, eu não resisti a você
– Também acho vc linda Ju, na verdade, faz tempo que fantasio com você, mas você nunca fez isso.
– Então, (disse pegando a mão dela e pondo nos meus seios) me ensina.

Bia veio pra cima de mim me beijando, sua boquinha macia na minha. Ela me deitou no sofá e veio por cima, me beijava e passava a mão pelo meu corpo, eu tb acariciava o corpo dela, ela beijava meu pescoço e eu gemia.
Ela me botou sentada e foi abrindo minha blusa (eu estava usando uma blusa de zíper decotada preta e uma sainha jeans branca). Tirou minha blusa e arrancou meu sutiã deixando a mostra os meus peitões.(Eu sou branquinha, tenho cabelos e olhos castanhos, cabelo liso, 1,62. 62 kg, coxas grossas e peitos enormes).
Quando tirou minha blusa Bia logo abocanhou os meus seios, eu gemi alto. Ela passava a língua por ele todo e brincava com o biquinho, ficava revezando entre um seio e outro. Ela começou a descer a mão pelo meu corpo até chegar na minha bucetinha, ela ia acariciando por cima da calcinha e eu ficando cada vez mais molhada. Então tirei a blusa e o short de Bia e ela tirou minha saia, ficamos as duas só de calcinha (a dela preta de renda e a minha branca de algodão). Nos beijamos e eu fui pegando nos peitos dela, mamando bem gostoso nos peitos fartos dela, sugando os bicos. Eu nunca tinha feito aquilo antes mas estava com tanto tesão. A Bia gemia e dizia pra eu mamar nos peitos dela, me chamava de safadinha, eu dizia que ela era muito gostosa e fui tacando a mão na bucetinha dela.
Ela me pos sentada no sofá e ficou de joelhos no chão.

– Ahh sua safada gostosa, agora você vai ver como é ser chupada de verdade.

Abriu minhas pernas e passou a lingua na minha buceta por cima da calcinha. Foi beijando minhas coxas, minha virilha e tirou minha calcinha já mto molhada.
Foi beijando por cima da minha bucetinha até que a abriu e enfiou a língua fundo na minha xana.
Eu soltei um gemido alto, a língua macia e quente dela dava voltas dentro da minha xereca. Eu olhava e pensava “Tem uma mulher chupando minha buceta” e isso me deixava ainda mais louca.
A Bia metia e tirava a língua, brincava com meu grelinho e depois voltava a meter a língua de novo.
Lambia com vontade a minha xereca enquanto começou a cutucar meu cu com o dedo. Parou de lamber minha buceta e deu uma lambida no meu cu, gemi alto.

– Ahh sua puta, gosta de uma lambida no cu né vadia?!
– Aii gosto Bia, gosto muito
– Então fica de 4 que eu vo mete a língua nesse cu, espera ai que já volto.
Continuei sentada e a Bia disse.

– Que ta fazendo sentada? Já mandei ficar de 4, e empina bem esse rabo pra mim minha vadiazinha.

A obedeci prontamente, fiquei de joelhos apoiada no sofá com o rabo bem empinado. Quando voltou Bia tinha uma surpresinha pra mim.

– Uhmm, assim que eu gosto, de 4 que nem uma cadelinha gostosa.Agora vai, empina esse cu pra mim empina.

Bia meteu a língua com força no meu cuzinho e eu gritei de tesão. Ela metia a lingua dentro dele, lambia por fora e voltava a meter a língua no meu cuzinho de novo, enquanto me dava tapas na bunda
Enquanto mamava meu cu Bia pegou um vibrador e enfiou na minha buceta. Gemi alto com aquilo.

– Ahh sua putinha, vo te come gostoso com esse vibrador e chupa teu cuzinho ao mesmo tempo. Vai vagabundinha geme, geme gostoso.

E eu gemia e gritava de tesão, não demorou muito e eu gozei bem gostoso, a melhor gozada da minha vida.
Me levantei e mandei a Bia sentar no sofá. Ela me obedeceu e eu parti pra cima, beijei sua boca e fui descendo pelos seios até chegar em sua bucetinha, arranquei a calcinha dela e encontrei uma bucetinha totalmente depilada como a minha. Meio sem jeito pela inesperiencia fui dando beijos por cima da xaninha dela.

– Bia, me ensina como faz
– Mete a língua docinho, mete bem no fundo

Eu obedeci, enfiei pela primeira vez minha língua numa buceta e adorei. Quando eu senti o gostinho da Bia enlouqueci, comecei a sugar e a meter a língua em sua buceta com força, queria mais e mais daquela mulher. A ideia de ter uma buceta na minha boca me enlouquecia e eu chupava com ainda mais força. Não demorou muito pra que a Bia despejasse todo seu melzinho na minha boca, gozou na minha língua. Que delícia de mulher eu pensava e tomei todo o seu melzinho. Continuei chupando ela.

– Nossa, gostou mesmo da minha buceta em
– É o melhor gosto que eu ja senti na vida, todas as bucetas são gostosas assim?
– São, buceta é sempre bom. Mas acho que ta na hora de nossas bucetinhas de conhecerem.
– Como assim?

Bia me mandou deitar no chão de lado e abrir as pernas, então ela veio e se encaixou em mim. Nossas bucetinhas juntas, nossas caldinhos se misturando. Ela me mandou abrir a buceta com as mãos e ela fez o mesmo, então esfregamos uma na outra, buceta com buceta. Até que gozamos bem gostoso uma na bucetinha da outra. Tomamos um banho gostoso e fomos dormir juntinhas e depois disso brincamos muito mais …