Sexo casual muito gostoso

Natasha Love, 22 anos, heterossexual, morena de pele clara, cabelo liso longo e clareado em tom loiro, 1,62 de altura, coxas grossas, bumbum grande arrebitado, abdômen definido, seios médios siliconados, boca carnuda e olhos cor de mel.

Chad Nyack, 25 anos, heterossexual, bem sucedido financeiramente, africano nato, cabelo bem aparado, 1,80 de altura, porte físico malhado, pênis 23 centímetros, olhos negros.

Natasha é uma mulher bem instruída, e conhece o Chad através de uma noite em uma boate. Os dois trocaram contato e assim manteriam um contato através do celular. Quando certo dia marcam para se encontrarem na casa luxuosa dele. Assim, Natasha segue as instruções do endereço da casa do Chad, e chega lá, sem erro algum. Quando o Chad abre os portões, vê aquela bela putinha se aproximando, então, a chama para entrar, em seguida, basicamente se cumprimentam. Subindo para a cobertura, vão para a área da enorme piscina. Natasha sentava numa cadeira muito confortável, enquanto Chad preparava dois bons drinks para os dois. Quando logo, Chad aparecia com dois drinks que era de dar água na boca, naquele momento. Natasha aceitava e sorria, e então, Chad sentava numa cadeira que se encontrava ao lado da mesma que Natasha permanecia sentada. Chad olhava inocentemente para as coxas expostas que a Natasha tinha, e ela logo percebia e provocava alisando-as mesmas. Ele tirava o olhar das coxas e falava: Bom, o que você gostaria de fazer hoje? Vamos nos divertir bastante não? Da um mergulho nessa piscina, o que acha? – Natasha sorria maliciosamente e respondia num tom seco e quase sussurrante: Percebo que iremos ter muito que fazer hoje acompanhado de muita diversão, Chad. Ainda bem que já vim com os trajes de banho de piscina, meu biquíni. Posso tirar meu vestido aqui mesmo, já estou pronta para dar um mergulho aí com você! – Ela colocava o copo do drink em uma mesa que avistava a sua frente e ficava de pé e falava: Que tal você me ajudar a tirar meu vestido? – Chad respondia num tom muito safado: Ah, claro, que pode tirar seu biquíni aqui, sem problemas, te ajudo! – Então Chad se levantava e ficava atrás dela, abrindo o zíper do vestido, e ela abria um sorriso malicioso de lado, e ele um pouco nervoso, após abrir o zíper ele abaixava o vestido da mesma e via aquela bunda gulosa de fora, coçava a cabeça e voltava a se sentar, admirando o corpo dela. Ela terminava de tirar o vestido e colocar em cima da cadeira, e olhava provocadamente com um olhar fixo e profundo para ele, ele retribua e piscava. Ela se sentava na borda da piscina. Chad se levantava da cadeira e tirava a camisa dele, e a bermuda, pois já se encontrava de sunga, e corria para se sentar ao lado dela. Os dois trocavam um olhar inconfundível. Natasha levava a mão direita até o rosto do Chad, acariciando o mesmo, e Chad levava a mão direita na nuca dela e puxando o rosto para se aproximarem e davam inicio a um beijo gostoso de língua.

Após um beijo longo e intenso, os dois davam um mergulho juntos, em seguida, Natasha deitava-se de bruços na borda da piscina, provocando o macho. Chad se sentava na cadeira, voltava a tomar o drink e parava para admirar o rabo daquela putinha safada. Natasha levantava-se e decidia sentar no colo do Chad, ele ficava um pouco surpreso e aceitava numa boa. Então, Chad aproveitava-se do tal momento e, deixava o drink de lado e, começava a apertar os seios dela, afastava o biquíni dela pro lado e assim começava a apertar os biquinhos do seio dela, ela gemia num tom baixo e suspirável. Depois de deixar a vadia com os seios pra fora, ele metia a mão por dentro do biquíni dela, fazendo massagens no grelinho dela, enquanto ela mordia o próprio lábio inferior e suspirava profundamente, era uma excitação incontrolável naquele momento. Após esse despertar de provocação toda, Chad se encontrava de pé e Natasha posicionada de joelhos no chão, enquanto alisava a marcar do caralho dele, através da sunga, ele continuava ali, em pé. Em seguida, depois de tantas carícias naquela marca que deixava água na boca, ela abaixava a sunga dele e via o caralho já duro pular para fora. Ela passava a língua entre os lábios e com a mão direita punhetava aquela rola enorme e grossa, em seguida caía de boca naquele macho caralhudo. Chad levava a mão direita dele aos cabelos dela, tentando controlar aquele boquete que recebia, ela passava a língua na cabecinha e ficava sungando aquela extensão de pica. Um boquete tão intenso e fervoroso. Ele gemia baixo e agredia-a com palavras sujas sem dó. Fazia movimentos com que ela se engasgasse com o pau dele naquela boquinha gulosa. Ela se encontrava ali, de joelhos, mamando sem parar. Logo mais, ele tirava o pau dele da boca dela, e batia uma punheta rápida e começava a dar uma surra de pica no rostinho dela, deixava-o um pouco avermelhado, e ordenava para que ela ficasse de quatro, apoiada na cadeira junta a piscina. Ela sem pensar muito, seguia em direção da cadeira bem próxima da piscina e se apoiava de quatro nela, bem empinada, enquanto ele já chegava abaixando o biquíni dela e atolando a seco aquele imenso caralho no cuzinho dela, ela dava um grito acompanhado de um gemido, bem gostoso, e ele metia sem dó, muito forte e fundo, atolava e estapeava marcando o bumbum excitante dela. Ela dava inicio a gemidos muito freqüentes e ele atolava naquele cuzinho estreito e seco, sem nenhuma pena, comia o cu dela e aproveitava muito o tal momento. Natasha se apoiava na cadeira, que quase estava caindo, de tanta estocada forte que recebia naquele rabo, os olhos dela reviravam freneticamente, ele pegava pela cintura dela, tornando-a submissa, e a jogava sobre o apoio da mesa, que se encontrava do lado da cadeira, e continuava a meter sem parar e ela permanecia de bruços enquanto era muito fodida naquele buraquinho seco e pequeno. Ele estocava forte sem parar, ela pedia uma pausa, mas ele estava tão louco de tesão que em nenhum momento pensou em parar de comer o cu daquela putona, comia a seco, sem pudor. Mudando de posição, ele tirava o pau do cu dela e se deitava em cima da mesa, mandando-a pular que nem uma cachorra no mastro enorme dele. Sem mais delongas, ela sentava com o cuzinho dela, em cima da pica dele, e gemia loucamente, ele estapeava o rosto dela e segurava-a pelo pescoço, tornando-a totalmente submissa e louca de tesão. O rosto dela transparecia a expressão de uma puta obscena. Logo depois, de muitos minutos de sexo anal, ele saia de cima da mesa, e ficava de pé no chão, e deixava-a posicionada de quatro em cima da mesa e começava a bater punheta, avisando que ia gozar. Chad que tinha uma tara louca por um rabinho guloso e um cuzinho pequeno, começava a gozar e a urrar sentindo um prazer indefinível, melando o rabo e a entrada do cuzinho de Natasha de porra quente, deixando-a suja e meladinha. Após ele gozar, encontrava a Natasha quieta na mesma posição de quando ele tinha gozado e sendo assim ele lambia o cuzinho dela e apertava fortemente os seios dela. Natasha se empinava bastante, e Chad decidiu fazê-la gozar, chupando a buceta dela enquanto dedava com seus quatros dedos calosos e grossos. Ela gemia muito e esfregava o rabo no rosto dele e rebolava loucamente sob os quatros dedos. Depois de tanto oral naquela bucetinha gostosa, ela revirava os olhos e gritava de que iria gozar depois de uns três minutos ela dava um suspiro alto e ficava deitada com muita calma, pois tinha acabado de gozar. Ele beijava a boca dela rapidamente enquanto ela ainda se encontrava deitada em cima da mesa, após isso, ele a chamava para tomar banho na casa dele, ela o acompanhava. Os dois tomavam banhos juntos e faziam algumas brincadeiras excitantes de provocação durante o banho. Em seguida, trocavam de roupa e Natasha recolhia seus pertences que se encontrava no lazer da piscina, se despedia do Chad com um beijo de língua e uns apertos no rabão dela, e ela iria seguindo para sua própria casa a pé, já que era tão perto, depois de um sexo incrível, acompanhado de muita safadeza. E Chad subia para o quarto, indo dormir, depois de tanto sexo gostoso com aquela puta desejável.